Introdução da análise da corrente crítica como um novo processo de gerenciamento de tempo aderente ao guia PMBOK®

Autores

DOI:

https://doi.org/10.7769/gesec.v14i9.2720

Palavras-chave:

Corrente Crítica, Cronograma do Projeto, Complexidade, Gestão de Projetos

Resumo

Nos últimos anos, a Análise da Corrente Crítica de Goldratt vem ganhando mais importância a cada nova edição do guia PMBOK®. Porém, essa técnica ainda é tratada apenas como uma das várias ferramentas disponíveis dentro do processo de Desenvolvimento do Cronograma. Com o objetivo de facilitar e ampliar o uso dessa técnica, o presente estudo propõe a criação de um novo processo, chamado Análise da Corrente Crítica, para ser adicionado à área de conhecimento do Gerenciamento do Tempo do Projeto. Pretende-se dessa forma, oferecer as ferramentas de análise da Corrente Crítica sob um formato compatível com o guia e de fácil aplicação para os gestores de projetos já familiarizados com a terminologia do PMI. Para o desenvolvimento desse estudo, foi adotada a pesquisa bibliográfica para a análise dos benefícios da utilização da Corrente Crítica na gestão do prazo e na adaptação das ferramentas da análise da Corrente Crítica para torná-las aderentes aos processos do PMBOK®.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARCHIBALD, R. Managing High Technology Programs and Projects. New York, 1976.

BALARINE, O. F. O. O Controle de Projetos através dos Conceitos de Desempenho Real (Earned Value). In: XIX Encontro Nacional de Engenharia de Produção (ENEGEP), Rio de Janeiro, 1999. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-65132000000200003

DINSMORE, P. G. Gerência de programas e projetos. São Paulo: PINI, 1992.

ELDER, A. The five diseases of a project management. 2006. Disponível em: <http://www.nolimitsleadership.com>. Acesso em: 27 jan 2010.

GOLDRATT, E.; COX, J. A Meta. São Paulo: Nobel, 2003.

GOLDRATT, E. Corrente Crítica. São Paulo: Nobel, 1997.

LEACH, L. P. Critical Chain Project Management. Boston: Artech House, 2000.

NEWBOLD, R. C. Project Management in the Fast Lane: Applying the Theory of Constraints. USA, 1998.

PAULA A.C.; PIGNATARI D. e VAMPEL F. Aplicação da teoria das restrições (TOC) por meio da Corrente Crítica (CCPM) pode contribuir para o aumento da taxa de sucesso de projetos. Trabalho de Conclusão de Curso MBA em Administração de Projetos. USP – São Paulo, 2005.

PÉRES JÚNIOR, V. N. Gerenciamento de projetos através da corrente crítica. Disponível em: <http://www.ietec.com.br/site/techoje/categoria/detalhe_artigo/471>. Acesso em: 16 jan 2010.

PMBOK. Project Management Institute: A guide to the project management body of knowledge. Pennsylvania: PMI, 2008.

QUELHAS, O. e BARCAUI A. A Teoria das Restrições Aplicada à Gerência de Projetos: Uma Introdução à Corrente Crítica. Disponível em: <http://www.pmtech.com.br/newsletter/Marco_2005/Marco_2005.html>. Acesso em: 27 jan 2010.

Downloads

Publicado

2023-09-04

Como Citar

Oliveira, A. C. de L., Lustosa, F. C., Quintana, P. M., & Corrêa, L. de A. (2023). Introdução da análise da corrente crítica como um novo processo de gerenciamento de tempo aderente ao guia PMBOK®. Revista De Gestão E Secretariado, 14(9), 14832–14850. https://doi.org/10.7769/gesec.v14i9.2720