A Importância das Cooperações Universidade-Empresa: Um Estudo no Curso de Secretariado Executivo da Unioeste

Autores

  • Josmary Karoline Demko Alves Universidade Estadual do Oeste do Parana - UNIOESTE
  • Fabiana Regina Veloso Biscoli UNIOESTE
  • Carla Maria Schmidt UNIOESTE

DOI:

https://doi.org/10.7769/gesec.v5i2.259

Palavras-chave:

Cooperação, Gestão, Parceria,

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo descrever a importância da formalização dos projetos de cooperação entre o Curso de Secretariado Executivo da Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Unioeste e as empresas de Toledo/PR e região, visando melhorar a gestão das parcerias Universidade-Empresa. Ao longo da história do curso foram desenvolvidas muitas atividades em conjunto com empresas (realização de eventos, cursos, projetos de pesquisa e extensão, além dos campos de estágio). Entretanto, nunca houve a formalização e gestão dessas cooperações, ação necessária para a melhoria da qualidade dos resultados das parcerias. Vários autores defendem que o crescimento de acordos cooperativos entre instituições de ensino e entidades empresariais é uma tendência colocada pela sociedade e o estudo desses arranjos, sua estrutura e gestão, podem contribuir para o desenvolvimento de modelos inovadores, dando suporte ao crescimento econômico e tecnológico. A metodologia deste trabalho se caracteriza como um estudo de caso de abordagem qualitativa, que visa apresentar a situação do curso de Secretariado Executivo da Unioeste – Campus de Toledo no que tange a gestão das cooperações. A principal coleta de dados se deu a partir da análise documental das parcerias já realizadas no curso de Secretariado Executivo. Os principais resultados apontam que as parcerias entre universidades e empresas apresentam relevantes benefícios para ambos os envolvidos.

DOI: 10.7769/gesec.v5i2.259

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Josmary Karoline Demko Alves, Universidade Estadual do Oeste do Parana - UNIOESTE

Membro do Grupo de Pesquisa em Secretariado Executivo Bilíngue - GPSEB

acadêmica do curso de Secretariado Executivo da UNIOESTE

Fabiana Regina Veloso Biscoli, UNIOESTE

Membro do Grupo de Pesquisa em Secretariado Executivo Bilíngue - GPSEB

Doutoranda em administraçao pela Universidade Positivo

Docente do Curso de Secretariado Executivo da UNIOESTE

Carla Maria Schmidt, UNIOESTE

Membro do Grupo de Pesquisa em Secretariado Executivo Bilíngue - GPSEB

Pós-Doutoranda em administraçao pela Fundação Universidade Regional de Blumenau

Docente do Curso de Secretariado Executivo da UNIOESTE

Referências

Austin, J. E. (2001). Parcerias: fundamentos e benefícios para o terceiro setor. São Paulo: Futura.

Balestrin, A.; Verschoore, J. R. & Reyes Junior, E. (2010). O campo de estudos sobre redes de cooperação interorganizacional no Brasil. Revista de Administração Contemporânea, 15(3), 458-477. DOI: https://doi.org/10.1590/S1415-65552010000300005

Candido, G. A. & Abreu, A. F. (2004) Fatores críticos de sucesso no processo de formação, desenvolvimento e viabilização de redes organizacionais: um estudo exploratório. Anais do Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Administração, Curitiba, 28.

Castro, M. D., Bulgacov, S., & Hoffmann, V. E. (2011). Relacionamentos interorganizacionais e resultados: estudo em uma rede de cooperação horizontal da região central do Paraná. Revista de Administração Contemporânea, 15(1), 25-46. DOI: https://doi.org/10.1590/S1415-65552011000100003

Cimadon, A., & Mota, J. R. (2011). Perspectivas desafiadoras da gestão universitária das instituições de educação superior públicas não estatais de Santa Catarina. Revista Gestão Universitária na América Latina-GUAL, 4(4), 37-50. DOI: https://doi.org/10.5007/1983-4535.2011v4nespp37

Costa, P. R., Porto, G. S., & Feldhaus, D. (2010). Gestão da cooperação Empresa-Universidade: o caso de uma multinacional brasileira. Revista de Administração Contemporânea, 14(1), 100-121. DOI: https://doi.org/10.1590/S1415-65552010000100007

Fujino, A.; Stal, E. & Plonski, G. A. (1999). A proteção do conhecimento na universidade. Revista de Administração USP, 34 (4), 46-55.

Gil, A. C. (2002). Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo, p. 5.

Grynszpan, F. (1999). A visão empresarial da cooperação com a universidade. Revista de Administração USP, 34 (4), 23-31.

Kich, J. et al. (2010). Planejamento Estratégico em universidades. Coloquio Internacional sobre Gestión Universitaria en America Del Sur. Mar Del Plata, 5.

Labidi, S. (2010). Interação universidade/empresa. Recuperado em 3 outubro, 2012, de <http://www.jornalpequeno.com.br/2010/7/4/interacao-universidadeempresa-123287.htm>.

Marconi, M. A. & Lakatos, E. M. (1999). Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisa, elaboração, análise e interpretação de dados. São Paulo: Atlas, p. 4.

Marcovitch, J. (1999). A cooperação da universidade moderna com o setor empresarial. Revista de Administração USP, 34 (4), 13-17.

Mota, T. L. N. G. (1999). Interação universidade-empresa na sociedade do conhecimento: reflexões e realidade. Revista Ciência da Informação, 28 (1). DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-19651999000100011

Nunes, B. M.; Camboim, V. S. C.; Queiroz, F. C. B. P.; Queiroz, J. V.& Hekis, H. R. (2011). Interação Universidade-Empresa-Governo: um estudo de caso em uma IES do Rio Grande do Norte. Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia, 8.

Pereira, B. A. D. (2005). Identificação dos fatores determinantes do desempenho das empresas inseridas em redes horizontais. Anais do Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, Brasília, DF, 29.

Plonski, G. A. (1999). Cooperação Universidade-Empresa: um desafio gerencial complexo. Revista de Administração USP, 34 (4), 5-12.

Rinaldi, R. N. (2002). Adaptação estratégica em universidades públicas: o caso da Unioeste. Cascavel: Edunioeste.

Salomon, M. F. B. & Silva, C. E. S. da (2007). A relação empresa-universidade como ferramenta estratégica à gestão de aprendizagem organizacional. Revista GEPROS, 2 (4), 11-22.

Stal, E. (1999). Centros de Pesquisa Cooperativa. Revista de Administração USP, 34(4), 71-80.

Verschoore, J. R. & Balestrin, A. (2008). Fatores relevantes para o estabelecimento de redes de cooperação entre empresas do Rio Grande do Sul. Revista de Administração Contemporânea, 12(4), 1043-1069. DOI: https://doi.org/10.1590/S1415-65552008000400008

Vogt, C. & Ciacco, C. (1995). Universidade e empresa: a interação necessária. Revista de Administração USP, 25, pp. 24-31. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i25p24-31

Webster, A. (1994). Avaliação internacional das relações universidade-indústria: contexto e análises. Ciência e políticas públicas, 21, 72-78.

Wegner, D. & Dahmer, L. V. (2004). Ferramentas para avaliação de desempenho em redes de empresas: uma proposta metodológica. Anais do Seminário de Administração FEA/USP, São Paulo, 7, 2004.

Yin, R. K. (2001). Estudo de caso: planejamento de métodos. Porto Alegre: Bookman.

Zawislak, P. A. (1995). A relação entre conhecimento e desenvolvimento: essência do progresso técnico. Análise, 6(1), 125-149.

Downloads

Publicado

2014-06-01

Como Citar

Alves, J. K. D., Biscoli, F. R. V., & Schmidt, C. M. (2014). A Importância das Cooperações Universidade-Empresa: Um Estudo no Curso de Secretariado Executivo da Unioeste. Revista De Gestão E Secretariado, 5(2), 158–178. https://doi.org/10.7769/gesec.v5i2.259

Edição

Seção

Artigos