Retenção da Cofins nas Instituições Federais de Ensino Superior: reflexos na contabilidade das empresas tributadas pelo lucro real

Autores

DOI:

https://doi.org/10.7769/gesec.v14i5.2137

Palavras-chave:

Cofins, Ifes, Contabilidade, Empresa, Planejamento Tributário

Resumo

Este artigo consiste em demonstrar os reflexos que a Retenção da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social nas Instituições Federais de Ensino Superior provoca na contabilidade das empresas tributadas pelo Lucro Real, tendo em vista a não cumulatividade do Tributo. Este é um estudo de caso de abordagem qualitativa quanto ao seu objeto de pesquisa. Para a coleta de dados, foram empregadas as técnicas da observação direta e participante com auxílio da análise empírica documental, corroborada com bibliografia específica e pertinente. Por fim, alguns resultados elencados demonstram que a obrigação da Retenção da Contribuição visando o Financiamento da Seguridade Social nas Instituições de Ensino Superior na fonte consiste na eficiência e efetividade do papel do Estado diante da sociedade para poder arrecadar de forma mais eficaz.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ASSUMPÇÃO, M. J. Contabilidade aplicada ao setor público. Curitiba: InterSaberes, 2012. (Série Gestão Pública).

AYRES, R. M.; SZUSTER, N. PIS/Pasep, Cofins e EFD-Contribuições: aplicação da legislação na Contabilidade Tributária - percepção de especialistas em tributos. Advances in Scientific and Applied Accounting, São Paulo, v. 5, n. 2, p. 222-255, 2012. DOI: https://doi.org/10.14392/ASAA/2012050204

BAZZI, S. Contabilidade em ação. Curitiba: InterSaberes, 2014.

BRASIL. Código tributário nacional. 2. ed. Brasília, DF: Senado Federal, 2012a.

BRASIL. Conselho Federal de Contabilidade. Resolução CFC nº 1.330/11. Aprova a ITG 2000 – Escrituração Contábil. [S.l.: s.n.], 2011. Disponível em: <http://www.portalcfc.org.br/coordenadorias/camara_tecnica/normas_brasileiras_de_contabilidade/>. Acesso em: 15 set. 2015.

BRASIL. Constituição 1988. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988.

BRASIL. Decreto nº 6.022, de 22 de janeiro de 2007. Institui o Sistema Público de Escrituração Digital - Sped. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 22 jan. 2007.

______. Instrução Normativa da Secretaria da Receita Federal do Brasil nº 404, de 12 de março de 2004. Dispõe sobre a incidência não-cumulativa da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social na forma estabelecida pela Lei nº 10.833, de 2003, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 15 mar. 2004.

______. Instrução Normativa da Secretaria da Receita Federal do Brasil nº 1.234, de 11 de janeiro de 2012. Dispõe sobre a retenção de tributos nos pagamentos efetuados pelos órgãos da administração pública federal direta, autarquias e fundações federais, empresas públicas, sociedades de economia mista e demais pessoas jurídicas que menciona a outras pessoas jurídicas pelo fornecimento de bens e serviços. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 12 jan. 2012. 2012b.

______. Instrução Normativa da Secretaria da Receita Federal do Brasil nº 1.252, de 1º de março de 2012. Dispõe sobre a Escrituração Fiscal Digital da Contribuição para o PIS/Pasep, da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e da Contribuição Previdenciária sobre a Receita (EFD-Contribuições). Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2 mar. 2012. 2012c.

______. Instrução Normativa RFB nº 1540, de 5 de janeiro de 2015. Altera a Instrução Normativa RFB nº 1.234, de 11 de janeiro de 2012, que dispõe sobre a retenção de tributos nos pagamentos efetuados pelos órgãos da administração pública federal direta, autarquias e fundações federais, empresas públicas, sociedades de economia mista e demais pessoas jurídicas que menciona a outras pessoas jurídicas pelo fornecimento de bens e serviços. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 6 jan. 2015. 2015a.

______. Lei nº 10.833, de 29 de dezembro de 2003. Altera a Legislação Tributária Federal e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 30 dez. 2003. 2003a.

______. Lei nº 12.814, de 16 de maio de 2013. Altera a Lei nº 12.096, de 24 de novembro de 2009, quanto à autorização para concessão de subvenção econômica em operações de financiamento destinadas a aquisição e produção de bens de capital e a inovação tecnológica e em projetos de infraestrutura logística direcionados a obras de rodovias e ferrovias objeto de concessão pelo Governo Federal; altera a Lei nº 11.529, de 22 de outubro de 2007, quanto à concessão de subvenção econômica em operações destinadas a financiamentos a diferentes setores da economia; altera a Lei nº 12.409, de 25 de maio de 2011, quanto à concessão de subvenção econômica em financiamentos destinados a beneficiários localizados em Municípios atingidos por desastres naturais; altera as Leis nºs 12.487, de 15 de setembro de 2011, 9.718, de 27 de novembro de 1998, e 11.491, de 20 de julho de 2007; prorroga os prazos previstos nas Leis nºs 12.249, de 11 de junho de 2010, e 11.941, de 27 de maio de 2009. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 17 maio 2013.

______. Lei nº 13.137, de 19 de junho de 2015. Altera as Leis nºs 10.865, de 30 de abril de 2004, para elevar alíquotas da Contribuição para o PIS/Pasep-Importação e da Cofins-Importação, 11.941, de 27 de maio de 2009, 11.079, de 30 de dezembro de 2004, 10.925, de 23 de julho de 2004, 11.051, de 29 de dezembro de 2004, 7.827, de 27 de setembro de 1989, 8.212, de 24 de julho de 1991, 8.935, de 18 de novembro de 1994, 10.150, de 21 de dezembro de 2000, 12.810, de 15 de maio de 2013, 5.861, de 12 de dezembro de 1972, 13.043, de 13 de novembro de 2014, 10.522, de 19 de julho de 2002, 12.469, de 26 de agosto de 2011, 12.995, de 18 de junho de 2014, 13.097, de 19 de janeiro de 2015, 10.996, de 15 de dezembro de 2004, 11.196, de 21 de novembro de 2005, 10.833, de 29 de dezembro de 2003, e 12.024, de 27 de agosto de 2009, e o Decreto-Lei nº 1.598, de 26 de dezembro de 1977; revoga dispositivos das Leis nos 4.380, de 21 de agosto de 1964, 9.430, de 27 de dezembro de 1996, e 8.177, de 1o de março de 1991; e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 jun. 2015. 2015b.

______. Lei nº 9.430, de 27 de dezembro de 1996. Dispõe sobre a legislação tributária federal, as contribuições para seguridade social, o processo administrativo de consulta e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 30 dez. 1996.

______. Lei nº 9.718, de 27 de novembro de 1998. Altera a Legislação Tributária Federal. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 28 nov. 1998.

______. Ministério da Fazenda. Secretaria da Receita Federal do Brasil. Regimes de incidência. [2003?]. 2003b. Disponível em: <http://www.receita.fazenda.gov.br/PessoaJuridica/PisPasepCofins/RegIncidencia.htm>. Acesso em: 15 set. 2015.

CASTRO, C. M. A prática da pesquisa. 2. ed. São Paulo: Prentice Hall, 2006.

CASTRO, D. P.; GARCIA, L. M. Contabilidade pública no Governo Federal: guia para reformulação do ensino e implantação da lógica do SIAFI nos governos municipais e estaduais com a utilização do Excel. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

CHING, H. Y.; MARQUES, F.; PRADO, L. Contabilidade e finanças para não especialistas. 2. ed. São Paulo: Prentice Hall, 2007.

DIEHL, A. A.; TATIM, D. C. Pesquisa em ciências sociais aplicadas: métodos e técnicas. São Paulo: Prentice Hall, 2004.

ELEUTÉRIO DA LUZ, É. Contabilidade comercial. Curitiba: InterSaberes, 2015. (Série Gestão Financeira).

______. Contabilidade tributária. Curitiba: InterSaberes, 2014. (Série Gestão Financeira).

FABRETTI, L. C. Contabilidade tributária. 12. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

FERNANDES, A. C. Direito Civil: obrigações. Caxias do Sul: UCS, 2010.

HIGA, N.; ALTOÉ, S. M. L. Contabilidade em processo: da escrituração à controladoria. Curitiba: InterSaberes, 2015. (Série Gestão Financeira).

JONES, G. R. Teoria das organizações. São Paulo: Education Brasil, 2010.

LIMA, D. V.; CASTRO, R. G. Contabilidade pública: integrando União, Estados e Municípios (Siafi e Siafem). 3. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

MAIA, M. E. G. Q. Imposto sobre a renda e proventos de qualquer natureza: princípios, conceitos, regra-matriz de incidência, mínimo existencial, retenção na fonte, renda transnacional, lançamento, apreciações críticas. Barueri: Manole, 2004.

PÊGAS, P. H. Manual de Contabilidade Tributária. 6. ed. [S.l.]: Freitas Bastos, 2010.

PINTO, J. R. D. Imposto de renda, contribuições administradas pela Secretaria da Receita Federal e sistema simples: incluindo procedimentos fiscais e contábeis para encerramento do ano-calendário de 2011. 20. ed. Brasília, DF: CFC, 2012.

RIBEIRO, O. M. Contabilidade geral fácil. 7. ed. São Paulo: Saraiva, 2010.

SILVA, C. A. T. Contabilidade geral. 2. ed. Florianópolis: UFSC, 2012.

TOIGO, R. F. Fundamentos de Contabilidade e Escrituração. 4. ed. Caxias do Sul: UCS, 2008.

UNILAB – Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira. Unilab - Institucional. Redenção: Assecom, 2010. Disponível em: <http://www.unilab.edu.br/institucional2>. Acesso em: 1º ago. 2015.

Downloads

Publicado

2023-05-11

Como Citar

Nascimento, A. A. S., Xavier, A. R., Amorim, A. V., Tavares, C. M., Costa e Silva, G., Muniz, K. R. de A., Maluf, S. N., & Oliveira, L. de A. (2023). Retenção da Cofins nas Instituições Federais de Ensino Superior: reflexos na contabilidade das empresas tributadas pelo lucro real. Revista De Gestão E Secretariado, 14(5), 7566–7585. https://doi.org/10.7769/gesec.v14i5.2137